domingo, 30 de dezembro de 2012

#doismiletreze




E assim foi 2012...

Cheio de alegria
Reencontro
Conquista
Desapego
Liberdade

Família
Amigos

Abraço
Beijo
Festa
AMOR
DEUS

Meu desejo é que #doismiletreze tenha tudo em dobro. 
Quero sabedoria sempre, em todas as decisões se possível.
Não vou fazer promessas, este ano não!!
Vou continuar sendo a mesma pessoinha, se preciso for faço alguns ajustes.

Vamos nessa, com a cabeça erguida
 que #doismiletreze quer nos sequestrar e tá
dizendo que tem urgência em chegar.
Muitas coisas boas vão acontecer. #eucreio
Chega mais 2013. Pode vir.





segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

As alegrias que Deus me dá

Felipe, Anne, Eu, Léo e Diego, que não está na foto porque chegou depois :)


Cuzcuz com charque de molho, porque para Felipe tinha que ter algo de molho para acompanhar o cuzcuz.

Assim encerrou minha noite!

Você acorda, agradece a Deus pelo dia que se inicia e Ele com sua majestade e grandiosidade providencia um dia lindo, proveitoso no trabalho e com um encontro inesperado.

Convidei Anne para caminhar, ela aceitou o convite.Depois da caminhada conversamos e eis que uma ligação muda tudo hahaha, Anne pede: Amiga, liga para meu namorado, se ele estiver na academia a gente vai lá fazer surpresa. Eu ligo e ele está no caminho de casa... Anne se esconde no banco de trás do carro e faz aquela surpresa romântica hahaha. Com saudades de Léo ( O Dino) resolvemos ir visitá-lo e daí eu chamei todo mundo para tomar sopa aqui em casa, porque dia de segunda é lei ter sopa por aqui. Eis que surge uma magnânima ideia de fazer cuzcuz. Ôbaaa!

Na minha casa é assim, a gente chega, faz a bagunça, se diverte e come o que tiver. Anne a especialista em charque de molho arrasou e ganhou mais um ponto com o namorado. Ovo frito com queijo coalho, café com leite, suco de tangerina (aqueles refresco em pó, claro), cuzcuz, sopa de feijão, requeijão e minha mãe super feliz com todo mundo... olha quanta coisa? 

Por fim Diego Sá liga para chamar Felipe (O Galo) para comer pizza e ele sem minha autorização convida o cabeção para vir na minha casa, mas a minha casa é igual a coração de mãe, sempre cabe mais um amigo e ele sabe que é bem-vindo sempre.

A gente rir assim... por nada sabe!? 

O que seria só uma caminhada se transformou em uma noite gostosíssima, porque eu já falei muitas vezes, a melhor coisa deste mundo de meu Deus são os amigos que temos. Nada no mundo paga uma amizade verdadeira. Amo cada um e o meu desejo é que seja assim sempre, eu gosto de fazer essas coisas, quem me conhece sabe.

Faltou Ewelin e Mauro, meu amores lindos.

Que Deus permita muitos desses encontros, marcados, agendados, não agendados, inesperados, mas sempre com alegria. 




quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Ela fala com as plantas e eu acho lindo...

Bem, já falei algumas vezes aqui da minha mãe, reforço que para mim ela é a MELHOR MÃE DO MUNDO, acho que todo filho pensa assim né?

Meus amigos, primos, vizinhos... Aliás, toda a família ama essa baixinha chamada D. Helena. Ela é demais porque simplesmente é. E pronto! Não tem definição.

Eu como filha #superapaixonadapelaMÃE admiro-a em tudo, mas são nas pequenas atitudes que ela me impressiona.

Imagina que na janela do meu quarto tem uma imitação de jardim, são plantas que ela cuida. Entre estas tem pé de Mastruz - porque ela faz mastruz com leite para todo mundo – pé de hortelã, pé de laranja... E outras plantas que não lembro o nome, mas o forte é planta para fazer chá, quem entende de chá é ela.

Nos finais de semana, acordo com minha mãe fazendo sabe o que? Aguando as plantas. Mas não é só isso, quando levanto e vou até ela dar o beijo de bom dia, ela sempre fala a mesma frase: Estou dando água para as minhas meninas, estavam todas com sede. Ela conversa com as plantas, como se fosse criança, exemplo: Diga menina você ta com sede é? Mamãe vai dar água viu? Ela me chama para ver quando sai uma flor, conversa com a flor... é uma coisa linda.

Na casa do vizinho tem um pé de maracujá e eu acho o máximo quando ela conversa com os maracujás e diz assim: Converso com eles para eles ficarem suculentos e fazer suco para Estelinha (minha sobrinha), quero que dê mais maracujás para o nosso lado. Ela “roubava” os maracujás hahahaha, mas ela dizia “Eles estão no meu lado, então eu posso pegar né?!”. Ela admira as frutas dizendo que a natureza é linda e que é coisa de Deus mesmo.

Tenho aprendido com ela a admirar as pequenas coisas. Minha mãe pra mim é perfeita. Ela perdoa, faz o bem sem olhar a quem, de verdade verdadeira. Ensinou-me e ensina a perdoar por mais difícil que seja, ensina a não pagar na mesma moeda e sim com a moeda mais rica de todas, com amor. Não é fácil, mas vindo dela eu absorvo e coloco em prática.

Se eu tivesse hoje um único pedido para fazer a Deus, eu pediria: Por favor, deixa minha mãe ser eterna, deixa ela ficar com a gente para sempre, porque o mundo fica mais lindo com ela.

Finalizo com uma frase da música de Ivan Lins que diz assim: Quero sua risada mais gostosa, esse seu jeito de achar que a vida pode ser maravilhosa... E para minha Super Mãe a vida sempre é linda, por mais difícil que seja.


















terça-feira, 23 de outubro de 2012

Cadê sua alma?



Ontem me deparei com esse trecho:

"...A maioria das pessoas estão vazias na alma. Têm sucesso, poder e status mas um vazio as sufoca por dentro e duvidam da felicidade.
Isso acontece porque o homem foi em busca do que ilusório. Narcisismo. Beleza, prestígio, poder, dinheiro e esqueceu da alma.
O castigo de narciso foi conviver com o vazio e a ilusão do ego de um mundo pequeno e imediato, não de plenitude..."

Li esse texto no site do Maurílio Santos Jr., acompanho seus textos há no mínimo dois anos e tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente este ano, em uma de minhas idas a São Paulo. Ele é GENTE BOA demais gente!! Gosto muito de ler os textos do Maurílio e gosto também de compartilhar, porque essa é a graça de ler algo bacana

Ler
Curtir
Compartilhar
e conhecendo quem escreve então... tenho que compartilhar mesmo!!

Bem! 
Voltando ao texto que citei acima, ontem no momento “vou dormir que tá na hora e amanhã tem treino pesado” liguei para um amigo que precisava de mim. Ele queria desabafar suas angústias e queria me ouvir falar, cantar, gritar... Nessa conversa, entre conselhos, lições de moral, frases que o fazia chorar, a ligação foi concluída. Minha sensação foi: dever cumprido. 



Fui refletir de como é o ser humano depois dessa conversa com meu best amigo.
Somos “necessitadores” das pessoas, dos conselhos, mesmo que aquele amigo fale sempre a mesma coisa. É quase aquela propaganda “compre batom, compre batom”, e você só ouve... e não vai na barraca de João comprar, não tem atitude.

Ainda pensando no meu amigo, cheguei a uma conclusão que uma pessoa bem sucedida profissionalmente, em dia com as atividades físicas, tem um montão de amigos e mesmo assim, Ops: Cadê a alma? Cadê o coração? De repente nada na vida tem mais graça, e se afoga em momentos de tristeza, esquecendo das coisas lindas da vida, esquecendo de Deus. E você tenta com todas as suas forças dizer para seu amigo que ele precisa comprar o batom da garoto, tem um emprego na área, tem amigos, é bonito, inteligente, tem conquistados grandes coisas caramba! Mas ele encontra-se perdido, porque o valor e a atenção as coisas materiais estão acima da alma, estão sendo feitas sem o coração.

A sociedade vive carente, carente de tudo, pode acreditar. E sem essa que “eu não sou carente, eu não preciso de nada, eu sou auto-suficiente, eu sou bem resolvido...Porque você Não é!


Você pode até tentar ser tudo isso, mas você precisa de pessoas, precisa de Deus, você precisa fazer as coisas com a alma. A beleza acaba, o prestígio sem a humildade também acaba, poder, dinheiro nunca serão nada se não tiver alma. Afogue o Narciso que tem dentro de você e seja só uma pessoa: Você mesmo! Caso contrário você vai viver no vazio eterno, em um quadrado, sem possibilidades de crescer e ser alguém melhor.

Jeneci diz na música abaixo: Dar-te-ei a mim mesmo agora, e serei mais que alguém que vai correndo pro fim...

O que eu preciso dar as pessoas, são as coisas que ficam. Eu fico!



segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tá tudo solto


Beijo na boca
Abraço apertado
Carinho 
Nada esperado

Um telefonema
Uma carta escrita a mão

Emoção
Razão
Folia que nem carnaval

Sem lágrimas
Com Deus

Amor explícito
Sem vergonha
Paixão a flor da pele

Vontades
Amizades
Enternidade
Amor de verdade.





quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O futuro do presente

E foi assim durante dois dias em São Paulo.

O título desta postagem soava nos meus ouvidos e fazia brilhar os olhos quando eu lia. Ao mesmo tempo eu não entendia, como assim o futuro do presente? 

Na verdade eu estava mergulhando em um Fórum de Marketing Industrial, achando eu que iria escutar as mesmas histórias de sempre, sobre o "maravihoso mundo do marketing", eu escutei mais, muito mais. Algo além do EU, que ultrapassa o entendimento e volta sem explicação. Louco? É isso mesmo, mas foi loucura "gostosinha".

Fui convidada pelo José Carlos Teixeira Moreira para bater um papo com alguns diretores e presidentes de algumas companhias no Fórum, para mim uma honra, obviamente. O tema: Paixão no fazer. O Zé Carlos, quando me ouviu falar na Flexo 2012 ficou encantado comigo, e disse que o amor que eu tenho pela minha profissão é claramente expressado por mim. Sabe o que é isso? Puro amor mesmo. Tá bom, o papo com a turma lá foi show de bola, mas essa parte eu quero pular e falar mais do que aprendi por lá.

Você se imagina em um evento como esse escutar um filósofo, teólogo palestrando? NÃO. Mas o Jean Bartoli foi de uma simplicidade e de uma sabedoria incrivelmente incrível. Ao falar sobre o mundo das incertezas ele nos leva a refletir diversas coisas, coisas que nem se explicam, vou tentar através das frases relatar um pouco sobre o que foi abordado, mas eu adianto que não saberei muito explicar.

" Deus nos dá a responsabilidade de tocar o mundo. Deus um dia vai cansar da gente e fechar as portas... Não! Ela não vai fazer isso, porque hoje temos liberdade e não precisamos de Deus, nos podemos decidir quando fechar as portas". Detalhe: Acho que isso é sem culpa nenhuma.

Ele falou que um dia foi no médico porque não estava conseguindo dormir, com insônia, ao ser questionado porque, ele relatou alguns problemas e a resposta do médico foi: É melhor ficar despertado e ter insônia até resolver tudo.

Eu pensei: Como assim, vou ficar sem dormir? Eu entendi assim hahahaha: não se deve nunca acomodar-se ou ficar esperando as coisas se resolverem, a inquietação do coração é saudável em algumas circunstâncias, tem que se inquietar sim ou não?

Foram tantas coisas que nem sei explicar aqui.

Só sei que quero voltar à alma, quero refazer minha odisséia, abri mão das ilusões e assim lidar com as incertezas que são produzidas diariamente, a cada minuto, segundo...

Quero perder o medo de ter medo. E assim poder ser mais coração e menos razão.

Quero esperar ativamente o futuro.

Quero me sustentar nesta vida porque EU existo para alguém, eu quero existir pra alguém e não para mim mesma.

Quero sentir.

Quero amar.

Quero ser alma.

E ai eu encerro com a mesma pergunta que ele encerrou:

Ser Humano é uma vocação ou condição?

Tenho muito tempo e ao mesmo tempo nenhum. Preciso dar mais valor, ser mais valor. Não tenho certeza de nada, apenas da minha existência hoje. Preciso fazer algo pelo futuro, no presente.

Simbora!!






segunda-feira, 3 de setembro de 2012

#doispontosete


Eita nóis!! (como diz um amigo meu paulista).

E já se foram vinte e sete anos.
Eu adoro meu aniversário, gosto de comemorar, de aproveitar, de falar para as pessoas que é o meu dia.eu falo mesmo :) Acho que receber mais um parabéns nunca é demais hahaha.

Recebi várias mensagens, abraços, beijos, tudo vindo de pessoas queridas. 

Para mim, chegar nessa idade com tudo que Deus me proporcionou construir, é sem dúvida muito ARRETADO DE BOM, doido! Rsrsrs. 

Na missa ontem de manhã, Deus falou assim na sua escritura:
 
Irmãos bem-amados: “Todo dom precioso e toda dádiva perfeita vêm do alto; descem do Pai das luzes, no qual não há mudança nem sombra de variação.” (Tg 1,17).  

Acredito demais nisso, porque é Deus quem nos dá o dom, a sabedoria e o discernimento de viver. Ele me proporciona diariamente experiências incríveis, me dá a oportunidade de poder ser mais na vida das pessoas. Obrigadão Deus, tu é fera!

Ontem, Léo um querido amigo que amo, antecipou a comemoração dos meus #doispontosete. Já que não poderia estar comigo hoje, reuniu meus amigos para cantar o parabéns, foi uma surpresa maravilhosa, jamais esperaria. Cada um que ali estava tem participação especial na minha vida, mas não como nas novelas, que a participação especial tem prazo de validade, eles participam de forma especial mesmo, cada um tem seu cantinho aqui no meu coração. Essa história que dar azar cantar parabéns antes do dia nem combina comigo, para mim PURA SORTE, afinal, eu estava com pessoas que querem meu bem, isso já me traz sorte de sobra.

Hoje o dia começou como outro normal, só apenas refletindo algumas coisas e agradecendo ao meu bom e amado Jesus.

Marcelo Jeneci diz em uma de suas músicas: 
A gente é feito pra acabar
A gente é feito pra dizer que sim
A gente é feito pra caber no mar
E isso nunca vai ter fim

Já que somos feitos para acabar, vamos viver gente. E viver não significa cair na gandaia e virar uma louca não, é aproveitar essa dádiva de Deus, viver bem, estar bem, querer bem, como canta Seu Jorge.

Tô doida que chegue os 30. Porque 30 é uma idade bonita, de “rombo” como nos bingos (já fui para muitos). É uma idade de responsa, enfim, quero que passe voando. Será que já serei mãe? Será que estarei casada, será que estarei mais magra, mais gorda, com muitas rugas... Só o pai sabe. 
 O que eu sei é que eu serei a mesma pessoa, alegre, divertida, meio doida, meio impaciente, amante da vida, da minha família, da minha profissão. Estarei vivendo cada dia como se fosse o último – clichê dizer isso - , mas é assim que acordo todos os dias, com sede de viver, de ser Feliz.

Hoje é dia de comemorar!!

 




terça-feira, 21 de agosto de 2012

Da série: coisas do meu avô.

Minha mãe é a mulher mais apaixonada pelo meu avô, ela fala dele com um amor tão grande que nem parece que ele não está mais com a gente.

Meu avô morreu quando eu tinha uns dez anos, lembro bem dele. Meu avô por causa de cachaça ficou diabético e devido a uma infecção teve que amputar uma perna. Bem! Fase difícil danada para todos da família.

Mas estou aqui para falar de uma inspiração de hoje que queria ter todos os dias. 

Acordo bem cedinho para ir na academia, cinco da manhã estou de pé. Quando eu chego minha mãe já está acordada e meu café já está na mesa (ela é tudo). De repente quando eu entrei em casa hoje, ela me chama: Milla! Milla! Vem ver que coisa linda... quando eu chego na área de serviço, ela me mostra o Arco - Íris.

Minha mãe é uma eterna admiradora de tudo e principalmente da natureza, ela conversa com o pé de maracujá do vizinho e beija os maracujás que nascem do lado do nosso quintal, toda espertinha, já tomei altos sucos destes maracujás hahahaha, mas voltando ao assunto Arco-Íris, ficamos observando por pouco tempo aquelas cores quando ela disse mais uma do meu avô. Prometo registrar mais "contos" dele. #palavradeescoteiro (era assim que minha mãe prometia algo para mim e minha irmã quando éramos crianças)

Ela falou assim...
Uma vez meu pai me perguntou: Leninha, sabe quem pintou o céu assim? (se referindo ao arco-íris), ela disse que ficou com cara de quem não entendia nada, quando ele respondeu: Deus, claro!! Duvido o homem pintar assim no ar. Me amocionei e claro que iria arrumar um tempinho hoje para contar isso aqui no meu cantinho.

Entendo porque minha mãe é assim linda, toda linda, de coração gigante, porque ela tem uma herança que é muito bem aproveitada, deixada pelo meu avô.

Registrei o céu pintado por Deus. Me desculpem os cientistas, que tentam explicar tudo, mas pra mim, o Arco-Íris é coisa de Deus, pintado com a mesma perfeição que Ele nos criou.




Vamos dar mais cor a nossa vida, admire mais a natureza, é de grátis e é presente de Deus pra gente.

domingo, 12 de agosto de 2012

Hoje eu queria

Hoje é o dia dos pais, mais uma data extremamente comercial, dia de comprar presentes, almoçar em restaurante... reforço que Dia dos Pais é todos os dias, assim como Dia das Mães também.

Mas já que existe um dia dedicado aos pais, eu resolvi sonhar hoje, sempre fico "chorona", ligo para as minhas amigas para desejar feliz dia dos pais aos pais delas, e a cada ligação são lágrimas que caem, poucas, mas caem. Saudade, só saudade.

Hoje eu queria ter feito tudo que eu não podia quando o meu pai morreu, até porque eu nem trabalhava, tinha só quinze anos, mal dava um presente.

Hoje eu desejei dar o melhor presente ao meu pai, quem sabe uma camisa oficial do Sport, já que ele era torcedor doente... ou quem sabe dar uma camisa bem bonita, uma carteira, um relógio, um sapato...

Hoje eu queria levá-lo para almoçar em um restaurante bem legal, ou reunir meus irmãos, irmãs, sobrinhos  e sobrinhas aqui em casa e fazer as comidas que ele gostava tanto, tomar uma cerveja gelada, ver ele meio bicado querendo morder meu nariz, que eu odiava quando ele vinha com o bafo de cana querer morder o nariz, mas hoje eu queria.

Eu queria mas tarde ir a missa com ele e agradecer a Deus por ter ele comigo, mas já que ele não tá, eu vou assim mesmo agradecer por ter tido ele comigo enquanto Deus quis.

Eu queria ouvir Julio Iglesias com ele, quando criança eu ficava chateada porque ele colocava o som bem alto no domingo e eu não assistia TV, mas quando a gente cresce e lembra destes momentos, e não tem mais o pai por perto, a gente fica com saudade e pensa: Hoje eu ouviria essas músicas com ele.

Eu queria fazer muita coisa com meu pai, mas se eu pudesse dar só um abraço... eu já estaria feliz.

Agradeço a Deus hoje pela minha mãe, que soube direitinho fazer o papel de Mãe e Pai durante todos esses anos. Ao meu irmão que como homem da casa, mesmo com suas loucuras, sabe até hoje como chegar junto de mim e me dar opinião, conversar...

Cada conquista minha eu lembro de Seu Medeiros, imagino como ele fica feliz com tudo.

Feliz Dia dos Pais a todos, que Deus dê sabedoria aqueles que são pais de primeira viagem, como meu primo Wagner que logo logo vai ser pai, que meu cunhado Alexandre, saiba conduzir sabiamente a criação de Estelinha e que ela também saiba ouvir seus pais quando eles quiserem apenas o melhor para ela.

Para continuar a sessão nostalgia, mando umas fotos.




Ele bebo hahaha, olha a cara, era nesses dias que queria morder o nariz.


E para fechar com chave de ouro, a música que ele mais gostava, segundo minha mãe ele cantava para ela hahahaha. 
Quanto amor hein? Mas era tão sem vergonha kkkk. Amo muito.



sexta-feira, 20 de julho de 2012

Poderia ter sido Londres mas foi Quipapá

Sim! Poderia ter levado minha mãe para Londres, não agora que tô lisa, mas daí ela foi comigo para Quipapá. Já ouviu falar nesse lugar? Eu cresci ouvindo minha mãe contar as histórias dela na cidade onde viveu, ela nasceu na verdade em São Benedito do Sul, bem pertinho de Quipapá, mas logo em seguida foi morar lé na famosa cidade dos bailes, travessuras e amores da minha mãe.

Ela ficou tão feliz que nem se tivesse ido a Londres estaria tão radiante. Acho que já estive lá mas ainda era criança e minha mãe fazia muitos anos que não voltava lá. Registrei tudo e se pra mim passava um filme na cabeça, sim, porque ela não se cansa de contar as histórias, imagina pra ela que viveu na pele essa emoção?

Registrei cada momento e por alguns segundos quase choro, emocionada, porque sei como era sofrida a vida dela ali, mas cheia de alegrias também, porque minha mãe nunca resmungou da vida passada, ela fala e depois agradece a Deus pela vida que tem hoje. Uma de suas histórias que nunca esqueço é a do pão, deixa eu falar essa. Como ela tinha muitos irmãos nenhum deles comia um pão inteiro porque não dava para todos, sempre comia metade do pão e ela dizia que tinha muita vontade de comer um pão inteiro, até que um dia ela ganhou "uns trocados", depois de ter ajudado a finada Mocinha a carregar água da cacimba, e foi direto pra venda de Chico Bernardo e pediu: "Me dê um pão INTEIRO com manteiga". Ela conta que comeu com tanta vontade aquele pão... são muitas histórias. 

As fotos contam um pouco da história:

Essa foi na entrada da cidade, como minha mãe estava feliz, as recordações começaram daí.



A linha do trem: ela sempre levava o almoço do meu avô pelos trilhos.


A estação, a bilheteria, as lembranças e o abandono, porque a estação está abandonada, ninguém cuida. O que poderia ser um local histórico para visitas se tornou um lugar feio e sujo.


Dona. Helena apresenta: A cidade que vivi até os 15 anos.


O banheiro. Ela disse que já tomou muito banho nesse banheiro e por isso já apanhou bastante também.


Essa casinha era onde meu avô guardava os materiais de trabalho, ele era da rede ferroviária.


O número 23: A casa onde ela morou, gente que saudade ela sentiu.


A casa da finada Mocinha: Mocinha era rica e depois o pai perdeu tudo, para ganhar dinheiro ela engomava roupa para todos da rua. Minha mãe "arretava" ela porque ela tinha medo de alma, e mainha fazia medo a ela dizendo que via o pai dela. 


A Igreja.


E o famoso Grupo Escolar Esmeraldino Bandeira. Lá minha mãe brigou com as meninas, rasgou vestidos e ficou de castigo do lado de uma fruteira, porque a diretora deixava as crianças de castigo sem lanche e sentindo o cheiro das frutas do lado da diretora. Lá foi a escola da professora Eri, e encontramos com a professora Eri na cidade, que sorte né? Elas ficaram um tempão conversando e relembrando os tempos que não voltam mais.


A professora Eri. Adorei conhecê-la também, uma pessoa maravilhosa, inteligente, poeta e de um coração gigante.


E eu toda posuda na estação.


O que a gente leva da vida são as recordações, os momentos, o carinho das pessoas o amor. É bom sentir saudades, é bom deixar saudades. É bom ter história bacana pra contar. É bom sair por aí e registrar os momentos. Por causa da história da minha mãe, eu tenho uma história para contar, uma experiência para compartilhar. Quero poder fazer isso mais vezes e assim construir minhas histórias para contar para meus filhos, netos, amigos...

Essa música me lembra o interior... não sei porque.
Mas ela também me leva a viver sem sair do meu lugar, porque com os contos da minha mãe, eu vivo um pouco, eu me imagino ali, eu fico desejando ter vivido aquilo...





quarta-feira, 4 de julho de 2012

A lua de perto.

Ahhh, eu hoje fui ver a lua, fui ver a Lua de perto, porque na praia a sensação que tenho é que a Lua tá bem juntinho de mim, ela reflete na água, ela fica maior, ela fica mais bonita.

Mas o melhor de ter ido ver a Lua é que foi sem esperar, porque "As Mina" estavam lá no "momento fotos" e eu lógicooo que não perderia, até porque o trânsito de Recife tá insuportável e eu merecia chegar em casa depois e em apenas 20 minutos (eu geralmente chego em casa depois de quase duas horas).

Cheguei, tirei o salto, coloquei os pés na areia e vamos sentir a natureza de perto, com as amigas claro! Natuza (Umbigo), Ana e Roberta, foi tão perfeito nossa noitinha :)

É bom quando acontece assim, sem esperar, com pessoas amadas (minhas amadinhas), tentar fazer coração e rir do dedinho mindinho que não fica junto, eu não tinha reparado que meu dedo mindinho da mão é pequeno demais kkk. Depois de muito insistir... eu desisti. Meu coração com a mão é uma negação. A gente rir sem perceber, esquece os problemas por alguns instantes, fala de coisas boas, suja o pés de areia sem se importar, imita o cadeirudo e faz as amigas se perguntarem "O que é isso"?, faz careta, e se importa apenas com uma coisa: Ser feliz! Porque ali tinha uma Lua linda pra gente.



Tive dois dias maravilhosos, ou melhor: duas noites. Porque quando se tem amigos, a vida tem muito mais graça. Rir na mesa do bar da risada da sua amiga? Isso é muito bommm. Com Anne por perto é assim, a gente rir da risada dela. Reencontrar Pammalla com seu "jeito Pammi de ser" foi muito bom, porque as pessoas não mudam, elas melhorar evidentemente, mas a essência da pessoa fica e Pammi tem um jeito que é só dela. Ewelin "a mais nova super", Lu, que conheci na Pós e que  conheceu Anne no trabalho e que hoje são amigas e que todas ficaram amigas e felizes hahaha... pôxa, sou mesmo abençoada.






E para fechar com chave de ouro, diamante e todas as outras pedras preciosas, deixo essa música do Marcelo Jeneci (porque eu já estou contando os dias para o Show dele no Festival de Inverno em Garanhuns) que fala assim: 

Tem vez que as coisas pesam mais
Do que a gente acha que pode aguentar,
Nessa hora fique firme pois tudo isso logo vai passar,
Você vai rir... sem perceber...



segunda-feira, 25 de junho de 2012

O sachê de açúcar.


Eu procuro inspiração pra minha vida em tudo, em cada momento. Afinal a correria é tanta que é preciso sempre olhar ao redor e perceber as maravilhas da vida genteee.

Imagina que no café da manhã no hotel lá em Sampa, com saudade da minha mãe, com saudades da minha casa (momento drama) eu me deparo com estas mensagens nos sachês de açúcar da marca União?


Carambaaa! Eu fiquei mais animada e mais inspirada, sempre vejo estas mensagens e acho massa!! E observei também que mudaram as embalagens e mensagens.

Quando você começa a trabalhar com embalagem você enlouquece, isso mesmo. Chega no supermercado e olha tudo em uma embalagem, de imagem a informação nutricional. Eu fiquei assim depois que comecei a trabalhar na área de desenvolvimento de produtos e neste pequeno sachê de açúcar encontrei inspiração para o meu dia. Achei a sacada muito arretada... Duvido que muitos percebam este detalhe, a correria é tanta.
 
A inspiração acontece em pequenos acontecimentos também. Tá bom... tem dias que não é assim tão fácil, mas vamos fazer uma corrente em favor do bem (sem ser aquelas que recebemos por e-mail), uma corrente do amor, da paz. Detalhe, essas fotos eu tirei na hora do café da manhã, a louca fotografando o sachê de açúcar rsrsrsrs.



Sou publicitária e acho muito bacana quando encontro algo assim, que poderia ser um simples sachê de açúcar,  mas que te motiva logo cedo no cafezinho da manhã, ou então depois do almoço, ou naquele café do final da tarde, tomar café é coisa chik viu? As cafeterias estão investindo em luxo, qualidade, café com isso, com aquilo... Eu AMO CAFÉ, minha gastrite não gosta não, mas eu tomo café todos os dias e adoro quando chego em uma cafeteria e me deparo com os sachês “motivacionais” da marca União.

Siga as dicas e bom café nesta tarde, porque o meu chega jajá.

Para incrementar, deixo essa música de uma banda que comecei a gostar por causa de uma outra pessoinha que é especial pra mim.

"...Faço o melhor que sou capaz
Só pra viver em paz..."




 


quarta-feira, 20 de junho de 2012

Eu queria tanto!


Eu queria ter o poder de saber o que de fato as pessoas sentem. Ser Deus por um dia e saber o que vai me acontecer nos próximos minutos.

Queria poder navegar na mente de alguém que dá um abraço mega apertado na outra dizendo que tá com saudade e queria também mergulhar na corrente sanguínea e saber o que esse abraço está significando de verdade para este alguém. (eita!!).

Eu queria ir mais longe... queria morar por um dia no coração de alguém, de preferência alguém que só vive de cara feia, que é chata, que é rancorosa e lá dentro trabalhar como um arquiteto, um engenheiro e reconstruir uma nova pessoa. Não sei como seria morar em um lugar que bate 24hrs, (será que ficaria tonta?) num lugar onde só se morar na imaginação, apenas na imaginação. Porque eu digo: Ei, você mora no meu coração!!

Eu queria muitas coisas, e muitas destas coisas impossíveis.

E de repente, não mais que de repente você está em São Paulo, no Brás, em uma Rua que só vende máquinas usadas, achando aquilo meio chato (mais importante) e se depara com um nome de rua chamada ALEGRIA... eu precisava registrar isso, afinal a alegria não é algo impossível, é um sentimento que a gente escolhe sentir ou não sentir e eu escolho sempre contagiar a todos com minha alegria, tá bom... nem sempre consigo mas eu me esforço.



Manda essa tristeza embora caramba!



terça-feira, 12 de junho de 2012

Os ex namorados da minha vida



Ahhh, um dia li no blog de uma fashionista, ela falando dos seus ex namoros e como hoje é dia dos namorados (para mim é dia do consumo também), resolvi falar um pouco da galerinha que já fez parte da minha vida, que já mexeu com meu coração e já ouviu muitos "eu te amo" da minha boca.

Quando perguntam quantos namorados eu já tive, eu respondo que foram dois, porque namoro de escola nunca é nada sério, eles nem me visitavam em casa hahahaha. Mas dos namoros de escola um é querido até hoje, Danilo (para mim é Dandan). Dan foi um namoradinho de pouco tempo, mas como eu tinha uma relação boa com a mãe dele  a gente acaba não perdendo o vínculo. Ele hoje está casado e muito bem casado, falta agora um filho para completar a família. 

Tive outro namorado na Igreja, pouco tempo também (3 meses), era o Henrique... tive uma história diferente com ele, porque ele era especial e minha intenção era tentar resgatá-lo do mundo das drogas, O henrique tinha acabado de voltar de uma casa de recuperação e quando o conheci acabei gostando dele, já era amiga da irmã dele e isso ajudou... enfim, não deu certo, ele voltou para as drogas e infelizmente hoje não está mais com a gente, tá com papai do céu. Tenho cartinhas que ele me escrevia quando estava preso, foi uma fase difícil para todos. Rezo sempre por ele, ele não era uma pessoa de coração ruim, apenas não conseguiu se livrar das drogas.

Depois uma criatura começou a gostar de mim hahahaha, eu nem acreditava porque ele era o "pegador" da rua, irmão de uma amiga minha e 6 anos mais velho que eu, comecei a namorar com ele. Era dia 12 de junho de 2002, dia dos namorados e a gente resolveu assistir um filme, comer pipoca... não rolou nada mas uma semana depois a agente comecçou a namorar, 3 meses depois acabamos e após 4 meses voltamos... 01.01.2003 ali começou uma longa história de 6 anos. Chico foi muito especial pra mim, ele sabe disso. A gente aprendeu muita coisa junto, eu aprendi muita coisa com ele. Ele era ciumento demaisssss, sofri um pouco com isso, mas como disse: APRENDI. Cheguei a noivar com ele, me senti tão importante com uma aliança no dedo kkkkk, mas não era pra ser, então acabou. Hoje ele tá casado também e advinha o nome dela: Milena (com um L, porque se não seria demais). A gente tem contato sempre que pode, porque conheço ele desde quando era criança, vejo como ele mudou e como foi bom tudo que aconteceu. 

E o último namorado (porque tô solteira há mais de dois anos), foi o André. Aquele namoro de 1 ano, mas intenso demais, a gente trabalhava junto, ele era meu chefe  (peguei o chefe gente!). André foi o cara com quem planejei família, com quem eu tinha certeza que casaria, sério! Mas aprendi que nunca temos que ter certeza de nada, só da morte porque disso ai ninguém foge.

Ele foi o cara que sempre acreditou em mim profissionalmente, a admiração que tenho por ele é enorme até hoje e sei que ele também tem admiração por mim. Aprendi que ter um namorado de religião diferente da sua é bom, porque pude conhecer pessoas evangélicas que não são radicais. Enfim! temos contato sempre que precisamos, afinal somos publicitários, especialistas em marketing e gestores de marketing, o assunto sempre é profissional. Foi massa enquanto durou!

Sempre tive sorte de ter tido sogras maravilhosas, de assumir a família do outro como minha, porque eu acredito que tem que ser assim, procuro não deixar de ter contato com uma ex cunhada e minha ex sogra, elas são demais. Amo de paixão. Aprendi que apesar de ter um The End não tão feliz como nos filmes de comédia romântica, eu vivi cada momento, eu me entreguei em cada situação, amei, fui feliz, fui intensa. Não sei como será com o próximo, mas meu coração tá disposto a amar. Vale a pena fazer tudo o que fiz, escrever cartas, dizer que amo, comprar presentes sem ser dia dos namorados...

Como disse estou solteira já faz mais de dois anos, a verdade é que ando escolhendo demais, a verdade é que os homens estão um caso sério (tá bom, as mulheres também não ajudam, mas eu não sou uma delas). Minha mãe diz que o meu tá guardado, já perguntei a ela: onde ele tá mãe, me fala logo rsrsrss, mas é isso mesmo, as coisas acontecem, simplesmente acontecem.

Feliz Dia dos Namorados. E vamo simbora que tô aqui em Sampa com um frio danado, sem uma costelinha pra me esquentar hahahaha.

Encerro com uma frase que Juliana Lins (uma eterna apaixonada) colocou em seu mural do facebook hoje:

Feliz dia aos namorados, aos casados, aos separados que buscam o verdadeiro amor, aos que amam sem reciprocidade, aos que acham que amam, aos que amam loucamente, aos que acreditam de verdade na delícia que é o AMOR...

VAMOS AMAR MAIS, ISSO É O QUE IMPORTA!

Marisa Monte tinha que fazer parte desse post de hoje.